Ação voltada ao tráfico internacional apreende 6 aviões agrícolas em MS que transportavam droga



Aral Moreira - MS - Segunda, 10 de Dezembro de 2018
29/11/2018 14h40

Ação voltada ao tráfico internacional apreende 6 aviões agrícolas em MS que transportavam droga

G1 MS



Um dos aviões apreendidos pela PF nesta quinta-feira em MS na operação. Foto: Divulgação

A operação conjunta da Polícia Federal (PF) e a Receita Federal, deflagrada na manhã desta quinta-feira (29), para combater o tráfico internacional de drogas, lavagem de dinheiro e crimes contra o sistema financeiro nacional, apreendeu cinco aeronaves agrícolas em Mato Grosso do Sul. As investigações apontam que os veículos também eram usados no transporte de cocaína.

 

Uma das aeronaves apreendidas, a de prefixo PT UMN, tinha sido interditada na Operação Deriva II, realizada pela Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (DECO) e Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), em novembro do ano passado para combater irregularidades na aplicação de agrotóxicos por empresas de avião civil. Na época, o avião estava com documentos aeronáuticos vencidos.

 

Ao todo, 32 agentes da PF participam das buscas. São seis mandados em Campo Grande, um em Fátima do Sul e um em Caarapó, na região sul do estado.

 

Entenda o caso

A ação ocorre no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Goiás. Até às 9h, 20 pessoas foram presas preventivamente e uma prisão é temporária, por cinco dias. Em São Paulo, foram realizadas seis prisões preventivas. Na casa de um dos doleiros foi encontrado dólares em uma máquina de lavar roupa.

 

De acordo com os policiais, até agora, foi possível comprovar o envio de 2,2 toneladas de cocaína do Brasil para a Europa pelo grupo criminoso. A droga era enviada em blocos de concreto. Os traficantes usavam doleiros em São Paulo para o pagamento das transações do tráfico de drogas no exterior. A organização criminosa movimentou cerca de R$ 1,4 bilhão nos últimos três anos.

 

Cerca de 200 policiais federais cumprem mandados de prisão contra 21 pessoas, mandados de busca e apreensão em 40 endereços e ordens judiciais para sequestro e bloqueio de imóveis, fazendas, aeronaves, embarcações, veículos e contas bancárias, estimados em mais de 25 milhões de reais.




NENHUM COMENTÁRIO



escrever comentário




PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
  • Amoreira25
  • InterPax1

PUBLICIDADE